Informativo 89

Abril de 2022 registrou chuvas acima da média no Rio Grande do Norte

Confirmando a previsão anunciada, o mês de abril de 2022, penúltimo da quadra chuvosa, choveu 5,6% acima da média esperada, no Rio Grande do Norte. O Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) registrou que dos 167 municípios que compõe o estado, 109 tiveram chuvas nas categorias de normal a acima do normal.
De acordo com os dados do sistema, a Região Oeste foi a que mais choveu no período com 17,4% acima da média com 219 milímetros (mm)enquanto que o esperado era de 187,2mm. Em seguida, a Região Leste apresentou o maior volume com 143,2mm; depois, a Região Central com 125,1mm e por fim, Região Agreste com 71mm.
O município de Luís Gomes, foi um dos mais chuvosos no mês com 307.6mm, superando a média histórica do município de 177mm. Assú é outro município que se destacou com a ocorrência de 307,1mm de chuva no mês, superando em 94,1% o volume esperado que era de 158,3mm.
A atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCTI), o aumento das temperaturas do oceano foram alguns dos fatores determinantes para a ocorrência de chuva no período”, comentou o chefe da unidade de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot.
O município de Campo Grande (região Oeste) já choveu, nesses primeiros 4 meses do ano de 2022, mais do que o esperado para o ano inteiro. Os volumes acumulados no município chegaram em 30 de abril a 1105mm.
Diversos municípios da região Oeste já estão com chuvas acima do volume esperado para o ano de 2022. É o caso, por exemplo, de Campo Grande, São Francisco do Oeste, Rodolfo Fernandes, Itaú e Janduís”, disse Bristot.
Previsão para o próximo trimestre
As análises do setor de meteorologia indicam que o cenário segue favorável para a continuidade das chuvas no Rio Grande do Norte no próximo trimestre. A previsão para os meses de maio, junho e julho de 2022 é de chuvas de volumes de normal a acima do normal no estado, com acumulados médios mínimos para o período de 559,7mm na região Leste, 266,4mm no Agreste, 175,2mm no Oeste Potiguar e 133,1mm na região Central.
Devido as condições termodinâmicas dos Oceanos Pacífico e Atlântico, favoráveis à ocorrência de chuvas, a previsão é que o Leste e Agreste do Rio Grande do Norte tenham chuvas ocorrendo no período de maio a julho próximo a acima da normalidade”, comentou Bristot.
Chuva em abril de 2022
Região Oeste 219.8mm
Região Central 125.1 mm
Região Agreste 71mm
Região Leste 143,2mm
Estado 157.3mm- 5,6%
Fonte: Emparn

  • 13 - maio/2022
  • Abril de 2022 registrou chuvas acima da média no Rio Grande do Norte

    Confirmando a previsão anunciada, o mês de abril de 2022, penúltimo da quadra chuvosa, choveu 5,6% acima da média esperada, no Rio Grande do Norte. O Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) registrou que dos 167 municípios que compõe o estado, 109 tiveram chuvas nas categorias de normal a acima do normal.
    De acordo com os dados do sistema, a Região Oeste foi a que mais choveu no período com 17,4% acima da média com 219 milímetros (mm)enquanto que o esperado era de 187,2mm. Em seguida, a Região Leste apresentou o maior volume com 143,2mm; depois, a Região Central com 125,1mm e por fim, Região Agreste com 71mm.
    O município de Luís Gomes, foi um dos mais chuvosos no mês com 307.6mm, superando a média histórica do município de 177mm. Assú é outro município que se destacou com a ocorrência de 307,1mm de chuva no mês, superando em 94,1% o volume esperado que era de 158,3mm.
    A atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCTI), o aumento das temperaturas do oceano foram alguns dos fatores determinantes para a ocorrência de chuva no período”, comentou o chefe da unidade de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot.
    O município de Campo Grande (região Oeste) já choveu, nesses primeiros 4 meses do ano de 2022, mais do que o esperado para o ano inteiro. Os volumes acumulados no município chegaram em 30 de abril a 1105mm.
    Diversos municípios da região Oeste já estão com chuvas acima do volume esperado para o ano de 2022. É o caso, por exemplo, de Campo Grande, São Francisco do Oeste, Rodolfo Fernandes, Itaú e Janduís”, disse Bristot.
    Previsão para o próximo trimestre
    As análises do setor de meteorologia indicam que o cenário segue favorável para a continuidade das chuvas no Rio Grande do Norte no próximo trimestre. A previsão para os meses de maio, junho e julho de 2022 é de chuvas de volumes de normal a acima do normal no estado, com acumulados médios mínimos para o período de 559,7mm na região Leste, 266,4mm no Agreste, 175,2mm no Oeste Potiguar e 133,1mm na região Central.
    Devido as condições termodinâmicas dos Oceanos Pacífico e Atlântico, favoráveis à ocorrência de chuvas, a previsão é que o Leste e Agreste do Rio Grande do Norte tenham chuvas ocorrendo no período de maio a julho próximo a acima da normalidade”, comentou Bristot.
    Chuva em abril de 2022
    Região Oeste 219.8mm
    Região Central 125.1 mm
    Região Agreste 71mm
    Região Leste 143,2mm
    Estado 157.3mm- 5,6%
    Fonte: Emparn

    - Sites para rádios com stream e App grátis - microsysteminfo.com.br -