Informativo 89

BEYONCÉ GANHA GRAMMY DE MELHOR CLIPE; CAETANO E GIL FICAM DE FORA

beyoce

Os elogios a Beyoncé pelo videoclipe da música “Formation”, lançado ano passado, renderam frutos. A cantora foi anunciada, na noite deste domingo (12), como a vencedora do Grammy de melhor clipe.

O vídeo, rodado em Nova Orleans, retrata os estragos causados pelo furacão Katrina na região. Além de também fazer referências ao histórico conflito racial entre negros e brancos nos Estados Unidos.

A cantora está sendo processada pelo trabalho, por usar no começo da gravação a voz de um youtuber já morto. Os herdeiros do homem argumentam que a artista não pediu autorização para usar a voz dele.

Já os brasileiros que concorriam ao Grammy -o Trio da Paz, na categoria álbum de jazz latino, e a dupla Caetano Veloso e Gilberto Gil, na categoria álbum de world music- acabaram não levando nada.

O Grammy, principal troféu da música mundial, começou a anunciar nesta noite os vencedores de suas categorias. A partir de 23h, no horário de Brasília, serão anunciadas as categorias principais. Veja abaixo alguns dos vencedores.

VENCEDORES:

Melhor clipe:

“Formation”, de Beyoncé

Melhor Canção Composta para Mídia Visual:

“Can’t Stop the Feeling!”, de Justin Timberlake, Max Martin, Shellback

Melhor Gravação Dance:

Don’t Let Me Down, de The Chainsmokers, Daya, DJ Swivel

Melhor Trilha Sonora Original para Mídia Visual:

“Star Wars: O Despertar da Força”, de John Williams

Melhor Álbum de Teatro Musical:

The Color Purple (2015 Broadway Cast Recording), de Jennifer Hudson, Danielle Brooks, Cynthia Erivo,…

Melhor Álbum de Dance/Eletrônica:

Skin, de Flume

Melhor Álbum de World Music:

“Sing Me Home”, de Yo-Yo Ma, Silk Road Ensemble

Melhor Arranjo Instrumental:

“You and I”, de Jacob Collier

Melhor Vídeo Musical Longo:

“The Beatles: Eight Days a Week – The Touring Years”, de Ron Howard, Brian Grazer, Nigel Sinclair,…

Melhor Compilação de Trilha Sonora para Mídia Visual:

“Miles Ahead”, da Columbia Records, Legacy Recordings

Melhor engenharia de som de álbum não-clássico:

“Blackstar”, de David Bowie, Tony Visconti, Tom Elmhirst,…

Melhor Composição Instrumental:

“Spoken at Midnight [Jawaharlal Nehru]”, de Ted Nash

(Folhapress)

  • 13 - fev/2017
  • BEYONCÉ GANHA GRAMMY DE MELHOR CLIPE; CAETANO E GIL FICAM DE FORA

    beyoce

    Os elogios a Beyoncé pelo videoclipe da música “Formation”, lançado ano passado, renderam frutos. A cantora foi anunciada, na noite deste domingo (12), como a vencedora do Grammy de melhor clipe.

    O vídeo, rodado em Nova Orleans, retrata os estragos causados pelo furacão Katrina na região. Além de também fazer referências ao histórico conflito racial entre negros e brancos nos Estados Unidos.

    A cantora está sendo processada pelo trabalho, por usar no começo da gravação a voz de um youtuber já morto. Os herdeiros do homem argumentam que a artista não pediu autorização para usar a voz dele.

    Já os brasileiros que concorriam ao Grammy -o Trio da Paz, na categoria álbum de jazz latino, e a dupla Caetano Veloso e Gilberto Gil, na categoria álbum de world music- acabaram não levando nada.

    O Grammy, principal troféu da música mundial, começou a anunciar nesta noite os vencedores de suas categorias. A partir de 23h, no horário de Brasília, serão anunciadas as categorias principais. Veja abaixo alguns dos vencedores.

    VENCEDORES:

    Melhor clipe:

    “Formation”, de Beyoncé

    Melhor Canção Composta para Mídia Visual:

    “Can’t Stop the Feeling!”, de Justin Timberlake, Max Martin, Shellback

    Melhor Gravação Dance:

    Don’t Let Me Down, de The Chainsmokers, Daya, DJ Swivel

    Melhor Trilha Sonora Original para Mídia Visual:

    “Star Wars: O Despertar da Força”, de John Williams

    Melhor Álbum de Teatro Musical:

    The Color Purple (2015 Broadway Cast Recording), de Jennifer Hudson, Danielle Brooks, Cynthia Erivo,…

    Melhor Álbum de Dance/Eletrônica:

    Skin, de Flume

    Melhor Álbum de World Music:

    “Sing Me Home”, de Yo-Yo Ma, Silk Road Ensemble

    Melhor Arranjo Instrumental:

    “You and I”, de Jacob Collier

    Melhor Vídeo Musical Longo:

    “The Beatles: Eight Days a Week – The Touring Years”, de Ron Howard, Brian Grazer, Nigel Sinclair,…

    Melhor Compilação de Trilha Sonora para Mídia Visual:

    “Miles Ahead”, da Columbia Records, Legacy Recordings

    Melhor engenharia de som de álbum não-clássico:

    “Blackstar”, de David Bowie, Tony Visconti, Tom Elmhirst,…

    Melhor Composição Instrumental:

    “Spoken at Midnight [Jawaharlal Nehru]”, de Ted Nash

    (Folhapress)

    - Sites para rádios com stream e App grátis - microsysteminfo.com.br -