Tô de Boa
Das 15:01 às 17:00
com Thalis Lucena

Informativo 89

LUME DA FOGUEIRA VENCE E SE TORNA TETRACAMPEÃ DO FESTIVAL DE QUADRILHAS JUNINAS DE NATAL

A Cia. Junina Lume da Fogueira, de Mossoró, Oeste potiguar, venceu nesta sexta-feira (21) o Festival de Quadrilhas Juninas 2019 na categoria “Estilizadas”, na Arena das Dunas, em Natal. A vitória veio depois de uma disputa acirrada, porque foi por desempate, e distante apenas um décimo da Junina São João, da capital, que ficou em segundo lugar.
O concurso também consagra a Lume com quatro títulos, mesmo número de vitórias da então maior vencedora da história dos festivais, Arraial do Arizão (Acari).
A Lume da Fogueira apostou em um tema que encantou o público e agradou os jurados: “Juntos somos nós”, misturou elementos cênicos das tradições da Festa do Boi de Parintins. Também fez referência aos santos juninos: Santo Antônio, São João e São Pedro. O ponto alto da apresentação foi a entrada da rainha, Leninha Leal, em cima de uma serpente que surgiu no meio da quadra.
“Foi um trabalho duro, especialmente porque foi a volta da Lume. No ano passado nós não saímos. Fizemos este São João com muito esforço e merecemos este resultado”, comemorou o coreógrafo da quadrilha, Abraão Morais.
Com a vitória, a Lume da Fogueira conquistou o troféu, um prêmio de R$ 5 mil e a vaga representando o Rio Grande do Norte na final regional do Festival de Quadrilhas Juninas da Globo Nordeste, que acontece neste domingo (23) em Goiana (PE). Pelo sorteio previamente realizado entre as afiliadas regionais, das dez quadrilhas de todo o Nordeste, a Lume deve ser a penúltima a se apresentar.Brilho, cores e temas ousados
No último dia de apresentações das estilizadas na Arena das Dunas, quatro quadrilhas se apresentaram, além da Lume da Fogueira. A primeira foi a Explosão Junina (Nísia Floresta), que falou sobre os sons nordestinos: triângulo, sanfona e zabumba. A Brejo de Ouro (Brejinho) também apostou na cultura regional, apresentando “Histórias que só o Nordeste tem para contar”.
Dança Nordeste, de Natal, falou sobre liberdade. “Um amor vestido de flor, voando nas asas de um passarinho”, foi o tema apresentado. E, por fim, quem encerrou a noite de apresentações foi a Junina São João, também de Natal, com o tema “Na ciranda do tempo e da paixão, viva o espírito junino numa noite de São João”. A plateia, nas arquibancadas, cantou com os dançarinos e brincantes, que mostraram movimentos de dança alinhados, enquanto efeitos de cores e luzes tornavam a apresentação vibrante.
Prêmios
Além das duas primeiras colocadas – Lume e Junina São João -, o pódio ficou completo com as quadrilhas das regiões Agreste e Seridó do estado. A Matutina Potiguar, de Santo Antônio, obteve o terceiro lugar. A quadrilha se apresentou na quinta-feira (20), com o tema “Vereda matutina, os itinerantes do sertão”. A quarta colocada foi a Junina Caiacós, de Caicó, que dançou na quarta (19). A quadrilha seridoense misturou teatro e dança no enredo “Cazuza, um poeta exagerado descrevendo um Nordeste arretado”.
Houve empates nos prêmios individuais do Festival de Quadrilhas Juninas, cuja premiação em dinheiro foi dividida. Na categoria Melhor Rainha, foram premiadas Lorena Almeida (Matutina Potiguar), Leninha Leal (Lume da Fogueira) e Cleomira Cardoso (Junina São João). Como Melhor Casal de Noivos, os premiados foram: Najara Nascimento e Daniel Lucena (Junina São João) e Luana Silva e Nielson Lopes (Lume da Fogueira). E como Melhor Marcador, foi eleito Berguinho (Junina São João).
TOP 10 do Festival de Quadrilhas Juninas 2019 (Categoria Estilizadas):
Lume da Fogueira (179,9 pontos; desempate critério Conjunto)
Junina São João (179,9 pontos)
Matutina Potiguar (176,4 pontos)
Junina Caiacós (174,2 pontos)
Dança Nordeste (173,3 pontos)
Brejo de Ouro (172,4 pontos)
Explosão Junina (172,3 pontos)
Reno do Sertão (169,9 pontos)
Beijo Junino (169,5 pontos)
Arrasta Pé (162,50 pontos)

  • 26 - jun/2019
  • LUME DA FOGUEIRA VENCE E SE TORNA TETRACAMPEÃ DO FESTIVAL DE QUADRILHAS JUNINAS DE NATAL

    A Cia. Junina Lume da Fogueira, de Mossoró, Oeste potiguar, venceu nesta sexta-feira (21) o Festival de Quadrilhas Juninas 2019 na categoria “Estilizadas”, na Arena das Dunas, em Natal. A vitória veio depois de uma disputa acirrada, porque foi por desempate, e distante apenas um décimo da Junina São João, da capital, que ficou em segundo lugar.
    O concurso também consagra a Lume com quatro títulos, mesmo número de vitórias da então maior vencedora da história dos festivais, Arraial do Arizão (Acari).
    A Lume da Fogueira apostou em um tema que encantou o público e agradou os jurados: “Juntos somos nós”, misturou elementos cênicos das tradições da Festa do Boi de Parintins. Também fez referência aos santos juninos: Santo Antônio, São João e São Pedro. O ponto alto da apresentação foi a entrada da rainha, Leninha Leal, em cima de uma serpente que surgiu no meio da quadra.
    “Foi um trabalho duro, especialmente porque foi a volta da Lume. No ano passado nós não saímos. Fizemos este São João com muito esforço e merecemos este resultado”, comemorou o coreógrafo da quadrilha, Abraão Morais.
    Com a vitória, a Lume da Fogueira conquistou o troféu, um prêmio de R$ 5 mil e a vaga representando o Rio Grande do Norte na final regional do Festival de Quadrilhas Juninas da Globo Nordeste, que acontece neste domingo (23) em Goiana (PE). Pelo sorteio previamente realizado entre as afiliadas regionais, das dez quadrilhas de todo o Nordeste, a Lume deve ser a penúltima a se apresentar.Brilho, cores e temas ousados
    No último dia de apresentações das estilizadas na Arena das Dunas, quatro quadrilhas se apresentaram, além da Lume da Fogueira. A primeira foi a Explosão Junina (Nísia Floresta), que falou sobre os sons nordestinos: triângulo, sanfona e zabumba. A Brejo de Ouro (Brejinho) também apostou na cultura regional, apresentando “Histórias que só o Nordeste tem para contar”.
    Dança Nordeste, de Natal, falou sobre liberdade. “Um amor vestido de flor, voando nas asas de um passarinho”, foi o tema apresentado. E, por fim, quem encerrou a noite de apresentações foi a Junina São João, também de Natal, com o tema “Na ciranda do tempo e da paixão, viva o espírito junino numa noite de São João”. A plateia, nas arquibancadas, cantou com os dançarinos e brincantes, que mostraram movimentos de dança alinhados, enquanto efeitos de cores e luzes tornavam a apresentação vibrante.
    Prêmios
    Além das duas primeiras colocadas – Lume e Junina São João -, o pódio ficou completo com as quadrilhas das regiões Agreste e Seridó do estado. A Matutina Potiguar, de Santo Antônio, obteve o terceiro lugar. A quadrilha se apresentou na quinta-feira (20), com o tema “Vereda matutina, os itinerantes do sertão”. A quarta colocada foi a Junina Caiacós, de Caicó, que dançou na quarta (19). A quadrilha seridoense misturou teatro e dança no enredo “Cazuza, um poeta exagerado descrevendo um Nordeste arretado”.
    Houve empates nos prêmios individuais do Festival de Quadrilhas Juninas, cuja premiação em dinheiro foi dividida. Na categoria Melhor Rainha, foram premiadas Lorena Almeida (Matutina Potiguar), Leninha Leal (Lume da Fogueira) e Cleomira Cardoso (Junina São João). Como Melhor Casal de Noivos, os premiados foram: Najara Nascimento e Daniel Lucena (Junina São João) e Luana Silva e Nielson Lopes (Lume da Fogueira). E como Melhor Marcador, foi eleito Berguinho (Junina São João).
    TOP 10 do Festival de Quadrilhas Juninas 2019 (Categoria Estilizadas):
    Lume da Fogueira (179,9 pontos; desempate critério Conjunto)
    Junina São João (179,9 pontos)
    Matutina Potiguar (176,4 pontos)
    Junina Caiacós (174,2 pontos)
    Dança Nordeste (173,3 pontos)
    Brejo de Ouro (172,4 pontos)
    Explosão Junina (172,3 pontos)
    Reno do Sertão (169,9 pontos)
    Beijo Junino (169,5 pontos)
    Arrasta Pé (162,50 pontos)

    - Sites para rádios com stream e App grátis - microsysteminfo.com.br -
    Eric Sogard Womens Jersey