A Voz do Brasil
Das 19:00 às 20:00
com A Voz do Brasil

Informativo 89

Reforma do Hospital Regional de Assú deverá ser concluída em outubro

O Hospital Regional Dr. Nelson Inácio dos Santos (HRNIS), maior unidade pública de saúde no Vale do Açu, está passando por um processo de reforma desde o mês de março em toda a sua estrutura física.

De acordo com Marcone Filho diretor administrativo a partir da entrada do antigo Pronto Socorro Municipal em “todo o primeiro bloco vai ser um centro de referência obstétrica com alojamento conjunto contendo vinte leitos para as mães com os bebês recém-nascidos e acompanhantes”.

O setor também terá um acesso a “quatro salas de pré-parto, parto e pós-parto”. De acordo com Marcone Filho, em caso de uma cirurgia cesariana a paciente será encaminhada a outro bloco onde funciona o centro cirúrgico.

Segundo o Governo do Estado, a reforma inclui a recuperação do centro cirúrgico, melhorias no bloco administrativo e na central de material esterilizado, além do aumento do centro de recuperação operatório, ampliação do setor de imagem com um novo raio- x e da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat).

Cerca de 40 operários estão trabalhando na obra.

Tem a equipe dos eletricistas, a equipe da parte hidráulica, equipe de demolição e de reboco”, acrescentou Marcone Filho reforçando “a previsão de que a obra seja concluída em seis meses”.

A estimativa é que até o final de outubro os trabalhos sejam finalizados. O investimento que gira em torno de 3,5 milhões de reais do Governo do Estado por meio do Governo Cidadão com recursos de um empréstimo contraído junto ao Banco Mundial, vai melhorar substancialmente o atendimento às grávidas e recém-nascidos de toda a região atendida pelo hospital, que engloba mais de 130 mil pessoas.

Nessa reforma vai ser trocado 100% de toda parte elétrica e hidráulica. Tudo vai ser novo. Não tem remendo. Eu como sou eletricista do Hospital tenho que acompanhar tudo pois sou eu que depois da obra vou ficar tomando de conta”, disse o eletricista Luiz Carlos.

Marcone Filho concluiu esclarecendo que o HRNIS está “com vários setores em funcionamento inclusive a UTI Geral – antiga UTI Covid” que nesta sexta-feira, 20 de maio estava com oito pacientes internados.

  • 20 - maio/2022
  • Reforma do Hospital Regional de Assú deverá ser concluída em outubro

    O Hospital Regional Dr. Nelson Inácio dos Santos (HRNIS), maior unidade pública de saúde no Vale do Açu, está passando por um processo de reforma desde o mês de março em toda a sua estrutura física.

    De acordo com Marcone Filho diretor administrativo a partir da entrada do antigo Pronto Socorro Municipal em “todo o primeiro bloco vai ser um centro de referência obstétrica com alojamento conjunto contendo vinte leitos para as mães com os bebês recém-nascidos e acompanhantes”.

    O setor também terá um acesso a “quatro salas de pré-parto, parto e pós-parto”. De acordo com Marcone Filho, em caso de uma cirurgia cesariana a paciente será encaminhada a outro bloco onde funciona o centro cirúrgico.

    Segundo o Governo do Estado, a reforma inclui a recuperação do centro cirúrgico, melhorias no bloco administrativo e na central de material esterilizado, além do aumento do centro de recuperação operatório, ampliação do setor de imagem com um novo raio- x e da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat).

    Cerca de 40 operários estão trabalhando na obra.

    Tem a equipe dos eletricistas, a equipe da parte hidráulica, equipe de demolição e de reboco”, acrescentou Marcone Filho reforçando “a previsão de que a obra seja concluída em seis meses”.

    A estimativa é que até o final de outubro os trabalhos sejam finalizados. O investimento que gira em torno de 3,5 milhões de reais do Governo do Estado por meio do Governo Cidadão com recursos de um empréstimo contraído junto ao Banco Mundial, vai melhorar substancialmente o atendimento às grávidas e recém-nascidos de toda a região atendida pelo hospital, que engloba mais de 130 mil pessoas.

    Nessa reforma vai ser trocado 100% de toda parte elétrica e hidráulica. Tudo vai ser novo. Não tem remendo. Eu como sou eletricista do Hospital tenho que acompanhar tudo pois sou eu que depois da obra vou ficar tomando de conta”, disse o eletricista Luiz Carlos.

    Marcone Filho concluiu esclarecendo que o HRNIS está “com vários setores em funcionamento inclusive a UTI Geral – antiga UTI Covid” que nesta sexta-feira, 20 de maio estava com oito pacientes internados.

    - Sites para rádios com stream e App grátis - microsysteminfo.com.br -