A Voz do Brasil
Das 19:00 às 20:00
com A Voz do Brasil

Informativo 89

Reservas hídricas do RN mostram recuperação e já somam o dobro do volume acumulado no ano passado

As reservas hídricas potiguares dão sinais de recuperação. Segundo o Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (Igarn) – órgão que monitora 47 barragens e açudes com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos – o volume de água acumulado nestes primeiros meses do ano já é o dobro do que existia nos reservatórios no mesmo período do ano passado.

Em números, significa que, da capacidade total de armazenamento dos reservatórios do estado, que é de 4,4 bilhões de metros cúbicos de água, o RN tem armazenado atualmente pouco mais de 992 milhões (22,49% do total). No dia 26 de março de 2018, o volume acumulado era de 11,31%.

Ainda de acordo com o Igarn, dos 47 reservatórios monitorados, 7 deles estão completamente secos e outros 7 estão no chamado volume morto.

Os mais cheios
Até o momento, ainda segundo o Igarn, dois reservatórios estão totalmente cheios. São eles:

Pataxó, em Ipanguaçu, com capacidade para 15.017.379 m³
Beldroega, em Paraú, com capacidade total de 8.057.520 m³
Outros reservatórios estão com mais de 70% das suas capacidades. São eles:

Encanto, em Encanto, com 87% do seu volume máximo
Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz, com 82% do seu volume máximo
Rodeador, em Umarizal, com 78% do seu volume máximo
Mendubim, em Assu, com 71% do seu volume máximo
Maiores barragens
Já a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, o maior reservatório do estado, que tem capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos de água, atualmente possui um volume acumulando de quase 504 milhões (21%) do seu volume máximo. Em 2018, no mesmo dia 26 de março, a barragem estava com pouco mais de 280 milhões de metros cúbicos de água, ou seja, 11,69% de sua capacidade e praticamente dentro do chamado volume morto.

A Barragem Santa Cruz, em Apodi, é o segundo maior manancial do estado. Tem capacidade para 599.712.000 m³, e atualmente está com 135.915.601 m³ (22,66%). No mesmo período do ano passado, estava com 81.042.000 m³ (13,51%).

Já a Barragem Umari, em Upanema, com capacidade para 292.813.650 m³, atualmente está com 98.562.845 m³ (33,66%). No mesmo período, em 2018, ela estava com 36.674.381 m³ (12,52%).

Apesar da melhora, o diretor-presidente do Igarn, Caramuru Paiva, ressalta que “a população deve continuar economizando e usando a água de forma sustentável”.

Natal
A Lagoa de Extremoz, responsável por parte do abastecimento da Zona Norte de Natal, está com 8.350.270,00 m³, ou 75,78% do volume total.

  • 28 - mar/2019
  • Reservas hídricas do RN mostram recuperação e já somam o dobro do volume acumulado no ano passado

    As reservas hídricas potiguares dão sinais de recuperação. Segundo o Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (Igarn) – órgão que monitora 47 barragens e açudes com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos – o volume de água acumulado nestes primeiros meses do ano já é o dobro do que existia nos reservatórios no mesmo período do ano passado.

    Em números, significa que, da capacidade total de armazenamento dos reservatórios do estado, que é de 4,4 bilhões de metros cúbicos de água, o RN tem armazenado atualmente pouco mais de 992 milhões (22,49% do total). No dia 26 de março de 2018, o volume acumulado era de 11,31%.

    Ainda de acordo com o Igarn, dos 47 reservatórios monitorados, 7 deles estão completamente secos e outros 7 estão no chamado volume morto.

    Os mais cheios
    Até o momento, ainda segundo o Igarn, dois reservatórios estão totalmente cheios. São eles:

    Pataxó, em Ipanguaçu, com capacidade para 15.017.379 m³
    Beldroega, em Paraú, com capacidade total de 8.057.520 m³
    Outros reservatórios estão com mais de 70% das suas capacidades. São eles:

    Encanto, em Encanto, com 87% do seu volume máximo
    Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz, com 82% do seu volume máximo
    Rodeador, em Umarizal, com 78% do seu volume máximo
    Mendubim, em Assu, com 71% do seu volume máximo
    Maiores barragens
    Já a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, o maior reservatório do estado, que tem capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos de água, atualmente possui um volume acumulando de quase 504 milhões (21%) do seu volume máximo. Em 2018, no mesmo dia 26 de março, a barragem estava com pouco mais de 280 milhões de metros cúbicos de água, ou seja, 11,69% de sua capacidade e praticamente dentro do chamado volume morto.

    A Barragem Santa Cruz, em Apodi, é o segundo maior manancial do estado. Tem capacidade para 599.712.000 m³, e atualmente está com 135.915.601 m³ (22,66%). No mesmo período do ano passado, estava com 81.042.000 m³ (13,51%).

    Já a Barragem Umari, em Upanema, com capacidade para 292.813.650 m³, atualmente está com 98.562.845 m³ (33,66%). No mesmo período, em 2018, ela estava com 36.674.381 m³ (12,52%).

    Apesar da melhora, o diretor-presidente do Igarn, Caramuru Paiva, ressalta que “a população deve continuar economizando e usando a água de forma sustentável”.

    Natal
    A Lagoa de Extremoz, responsável por parte do abastecimento da Zona Norte de Natal, está com 8.350.270,00 m³, ou 75,78% do volume total.

    - Sites para rádios com stream e App grátis - microsysteminfo.com.br -
    Eric Sogard Womens Jersey