Suplemento Musical
Das 17:01 às 23:59
com - . -

Informativo 89

Secretaria de Saúde confirma fim do estoque de soro antirrábico no RN

O estoque de soro antirrábico, para tratamento de ferimentos provocados por mordida ou lambedura de animais infectados pelo vírus da raiva, está zerado no Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesap). Para realizar o tratamento em pessoas que foram contaminadas com o vírus, a pasta afirma que vem administrando imunoglobulina, mas alerta que o estoque também está crítico.

A subcoordenadora de Vigilância Ambiental da Sesap, Aline Rocha, relatou que o Ministério da Saúde, responsável por comprar e distribuir os produtos para os estados brasileiros, já sinalizou o envio de novas ampolas para o Rio Grande do Norte, mas não informou a data em que a nova remessa será encaminhada.

“Esse é um problema que vem se arrastando por alguns meses e a previsão para que os estoques sejam regularizados é apenas em janeiro de 2020”, ressaltou Aline, destacando que essa é uma situação vivenciada em todo o país.

Ainda de acordo com a pasta, o desabastecimento se deve à falta de adequações necessárias, por parte de dois dos três laboratórios produtores, para cumprir as normas exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Atualmente, em casos de acidentes com animais como morcegos, raposas, saguis ou cães e gatos não vacinados, a população deve procurar o Hospital Giselda Trigueiro, em Natal, ou os hospitais regionais de Caicó, Mossoró e Pau dos Ferros. A medida foi tomada para controlar o uso dos insumos e realizar um monitoramento mais amplo das ocorrências.

  • 05 - jul/2019
  • Secretaria de Saúde confirma fim do estoque de soro antirrábico no RN

    O estoque de soro antirrábico, para tratamento de ferimentos provocados por mordida ou lambedura de animais infectados pelo vírus da raiva, está zerado no Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesap). Para realizar o tratamento em pessoas que foram contaminadas com o vírus, a pasta afirma que vem administrando imunoglobulina, mas alerta que o estoque também está crítico.

    A subcoordenadora de Vigilância Ambiental da Sesap, Aline Rocha, relatou que o Ministério da Saúde, responsável por comprar e distribuir os produtos para os estados brasileiros, já sinalizou o envio de novas ampolas para o Rio Grande do Norte, mas não informou a data em que a nova remessa será encaminhada.

    “Esse é um problema que vem se arrastando por alguns meses e a previsão para que os estoques sejam regularizados é apenas em janeiro de 2020”, ressaltou Aline, destacando que essa é uma situação vivenciada em todo o país.

    Ainda de acordo com a pasta, o desabastecimento se deve à falta de adequações necessárias, por parte de dois dos três laboratórios produtores, para cumprir as normas exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

    Atualmente, em casos de acidentes com animais como morcegos, raposas, saguis ou cães e gatos não vacinados, a população deve procurar o Hospital Giselda Trigueiro, em Natal, ou os hospitais regionais de Caicó, Mossoró e Pau dos Ferros. A medida foi tomada para controlar o uso dos insumos e realizar um monitoramento mais amplo das ocorrências.

    - Sites para rádios com stream e App grátis - microsysteminfo.com.br -
    Eric Sogard Womens Jersey